cadacanto

Cada Canto Um Rap, Cada Rap um Canto

“Cada Canto um Rap, Cada Rap um Canto” é um documentário que se propõe a redescobrir o Brasil por meio do rap, cantado em diferentes regiões do país (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste), por meio das particularidades e diferentes características que este tipo de música assume em cada região brasileira.

Trata-se de um desafio inovador: pensemos em um encontro de rappers e repentistas, a cultura nordestina pulsando, forte com/como as batidas. Ou, ainda, em um grupo de rap formado por indígenas que disparam suas críticas em sua língua nativa, o Tupi-Guarani. Imaginemos a mescla de músicas regionais gauchescas com instrumentos eletrônicos, o gaiteiro e o DJ, a trova e a milonga em um só lamento, o rap. Todas as regiões e sua ‘RAPresentatividade’ cultural mostrada através da ótica do hip-hop – os sotaques, as gírias, as vestimentas, os costumes e as tradições, o encontro do antigo e do contemporâneo em harmonia, num só ritmo, fortalecendo ainda mais nossas raízes e história.

A ideia do documentário surgiu a partir da dissertação de mestrado em geografia pela Unicamp de Renan Inquérito, que é quem dirige a obra. A captação e co-direção ficam por conta de Vras77 e a produção de Jéssica Balbino. O documentário já teve algumas gravações feitas. Com a linguagem dos videoclipes, personagens como RAPadura Xique Chico (de Lagoa Seca, CE) e Zé Brown (de Recife, PE), já mostraram seus trabalhos e as regionalidades de cada um deles. Inclusive, o videoclipe “Norte Nordeste Me Veste”, de RAPadura, feito para o documentário, venceu o prêmio VMB da MTV.

O nome do projeto foi também emprestado a Emicida, por Renan Inquérito, para um show que ocorreu no Sesc Campo Limpo, em São Paulo, reunindo rappers do Brasil todo em uma apresentação única.