livrinhoviolão

UM LIVRINHO, UM VIOLÃO

“Um livrinho, um violão” para lembrar da poesia que virou canção é mais um desdobramento da Parada Poética, onde, em formato de sarau luau poesias desconhecidas que se tornaram músicas famosas são apresentadas ao público, ganhando um novo olhar sobre várias canções de diferentes ritmos brasileiros. Nesta edição especial é trabalhada a relação entre as artes.

“Quantas e tantas músicas que tocam nas rádios e nos corações tiveram suas letras inspiradas em poemas, você sabia?

Poesias de Torquato Neto, Paulo Leminski, Carlos Drummond de Andrade e Arnaldo Antunes são alguns dos exemplos que viraram canções e neste formado da Parada Poética é possível descobrir, sentir, cantar e viver a junção das expressões.